PASSWORD RESET

Conheça os problemas da educação no Brasil e os seus impactos na economia

A ausência de uma educação de qualidade impacta diretamente no aumento da violência, na exclusão social e no desenvolvimento econômico do país. Somente o conhecimento é capaz de dar as armas necessárias para que o cidadão possa sair da zona de extrema pobreza, alcançando a dignidade necessária a todo ser humano.  

No entanto, antes mesmo de propor uma solução, precisamos acima de tudo ampliar a nossa compreensão acerca do problema. Neste artigo conheceremos um pouco mais sobre os problemas da educação no Brasil e sobre os seus impactos na economia.

Desmotivação e má remuneração

Uma pesquisa realizada pelo IBGE mostrou que professores brasileiros recebem entre 18% a 39% a menos do que a média dos profissionais de outras carreiras com o mesmo nível de escolaridade.

Está realidade afeta diretamente a motivação dos atuais professores e o interesse dos jovens pela profissão no futuro, pondo em risco uma educação que já sofre com a ausência de professores qualificados.  Os poucos Jovens professores que se formam veem sua paixão sendo minada por burocracia e desvio de recursos públicos.

Falta de segurança

Drogas, violência contra professores e casos bullying são somente alguns dos problemas enfrentados por alunos e docentes. No lugar de um ambiente tranquilo para a apropriação do conhecimento encontramos um clima de guerra.

Uma pesquisa realizada  pelo Movimento Todos Pela Educação mostrou que mais de 85% dos jovens entre 15 e 19 anos, consideram a segurança um atributo importante em uma escola de ensino médio, sendo que 29,6% dos estudantes classificam a segurança como insatisfatória nas unidades de ensino.

Falta de professores qualificados

A qualificação dos professores é um fator determinante para o sucesso educacional no país. Além de possuir domínio intelectual sobre a matéria ministrada, este professor terá preparo psicológico e pedagógico para lidar com as situações diversas que ocorrem dentro de uma sala de aula.

O professor precisa passar serenidade e confiança aos alunos. No entanto, o que se vê nas salas de aulas é bem diferente. Quase 50% dos professores do ensino médio do Brasil dão aulas de disciplinas para as quais não têm formação específica.

Participação familiar

A escola pertence a todos e os seus problemas também. A participação da família na escola é determinante para evitar casos de abusos contra estudantes, para o controle de desvios de recursos públicos, divulgação de problemas na infraestrutura, etc. Além disso, os pais precisam participar da vida do aluno para incentivar o estudo e auxiliar no processo pedagógico quando necessário.

Linha pedagógica

A linha pedagógica tradicional, adotada em grande parte das escolas pública no país, tem se mostrado ineficiente e desinteressante para professores e alunos.  Neste modelo, as apostilas determinam o que as crianças devem aprender, tendo o professor no centro do conhecimento. Os estudantes são avaliados e têm metas a cumprir. Quem não atinge a meta não é aprovado.

O interessante é que apesar do sistema de avaliação ser rigoroso é muito comum encontrarmos estudantes recém-formados no ensino médio como analfabetos funcionais, incapazes de construir um texto coeso. Esta linha pedagógica não incentiva a criatividade, a liberdade de escolha e a construção do conhecimento tendo o estudante no centro desta construção.

Econômica e Mercado de trabalho

Todos esses problemas impactam na formação intelectual  técnica dos profissionais que chegam ao mercado de trabalho. Vagas que exigem qualificações específicas insistem em ficar abertas, enquanto milhões de brasileiros perecem sem um trabalho digno. Sem profissionais especializados o mercado não consegue crescer, impactando diretamente na estabilidade e no crescimento econômico.

problemas da educação

Leave A Reply

Your email address will not be published.