PASSWORD RESET

Tecnologias educacionais no processo de aprendizagem

As tecnologias educacionais estão cada vez mais presentes no ensino. O grande desafio da educação passa pela tarefa de construir a autonomia do pensamento do aluno, levando-o a fazer as suas próprias inferências e a entender os enquadramentos do pensamento lógico a partir da associação.

tecnologias educacionais

Sendo assim, essas tecnologias podem constituir um poderoso instrumento que estimule o aprender fazendo. Leia mais sobre o assunto.

Tecnologias educacionais: o que são

Segundo o Plano de Desenvolvimento da Educação, PDE, entendem-se por tecnologias educacionais as técnicas, aparatos, ferramentas e utensílios com potencial de utilização no desenvolvimento e apoio aos processos educacionais, seja para realizá-los ou para a melhoria de sua qualidade.

A tecnologia pode ser um programa para privilegiar formas inovadoras e efetivas de alfabetização e/ou para diminuir a distorção idade-série.

A importância dos recursos pedagógicos na construção do conhecimento do aluno merece destaque, pois além de efetivos resultados na instrução formal, há o aspecto da socialização, a partir do fomento do trabalho em grupo.

O principal objetivo do trabalho com tais recursos, dentro da sala de aula, é o de tornar mais atrativo o processo de aprendizagem, aproximando a escola da realidade e dos interesses do aluno.

Por que usar Recursos pedagógicos?

Os recursos de ensino são também chamados de recursos pedagógicos, recursos didáticos e compõem o que chamamos de tecnologias educacionais, que, quando usadas da maneira adequada, colaboram para:

  • Favorecer o desenvolvimento da capacidade de observação;
  • Motivar e despertar o interesse dos alunos;
  • Aproximar o aluno da realidade;
  • Visualizar ou concretizar os conteúdos da aprendizagem;
  • Permitir a fixação da aprendizagem;
  • Ilustrar noções abstratas;
  • Desenvolver a experiência concreta.

Critérios para utilização:

Para que as tecnologias educacionais realmente colaborem no sentido de melhorar a aprendizagem, na sua utilização devem ser observados alguns critérios e princípios. Vejamos os principais, extraídos do livro Didática Geral, de Cláudio Piletti, nas páginas 154 e 155:

  • Ao selecionar um recurso de ensino deve-se ter em vista os objetivos a serem alcançados. Nunca se deve utilizar um recurso de ensino só porque está na moda.
  • Nunca se deve utilizar um recurso que não seja conhecido suficientemente de forma a empregá-lo corretamente.
  • A eficácia dos recursos dependerá da interação entre eles e os alunos. Por isso devemos estimular nos alunos certos comportamentos que aumentam a sua receptividade tais como a atenção, percepção o interesse a sua participação.
  • A eficácia depende também das características dos próprios recursos com relação às funções que podem exercer no processo da aprendizagem. A função de um cartaz é diferente da do álbum seriado.
  • Na escolha dos recursos deve-se levar em conta a natureza da matéria ensinada. Algumas matérias exigem maior utilização de recursos audiovisuais que outras ciências, exigem mais audiovisuais do que matemática.
  • As condições ambientais podem facilitar ou ao contrário dificultar a utilização de certos recursos. A inexistência de tomadas de energia elétrica exclui a possibilidade de utilização de retroprojetor, projetor de slides ou de filmes.
  • O tempo disponível é outro elemento importante que deve ser considerado a preocupação e utilização dos recursos exige determinado tempo e muitas vezes o professor não dispõe desse tempo. Então deverá utilizar recursos que exigem menos tempo e solicitar a ajuda dos profissionais competentes.

tecnologias educacionais

Leave A Reply

Your email address will not be published.